jusbrasil.com.br
16 de Outubro de 2019

A intolerância e desunião na sociedade brasileira

Felipe de Oliveira Melo, Estudante de Direito
ano passado

Não é novidade para ninguém a tensão que vive a população brasileira diariamente, seja pela insegurança que vive, seja pelas contas e tributos à pagar, que por ora beiram o salário em que é ganho, ou por outros diversos fatores que ocorrem em nossa sociedade e revoltam a todos (corrupção, sistema político inchado e ineficiente, etc.). Mas de um tempo para cá, vivemos em uma constante guerra entre classes, gênero, raça e muito mais. O povo brasileiro parece ter sido jogado um contra o outro, havendo uma desunião completa e rivalidade, tendo heteros x homos, homens x mulheres, brancos x negros, etc. Mas diante disso, raramente alguém para e pensa ''como isso foi acontecer?''. Para mim, é algo de fácil resposta, sendo este o enfoque do artigo. Desde que assumiu o poder, o Partido dos Trabalhadores (PT) vem sempre fazendo da classe baixa do país a sua maior força, criando vários projetos que mascararam os verdadeiros problemas do país e fazendo o povo entender que estavam ajudando os pobres, enquanto estavam apenas mascarando um problema evidente e, talvez, criando um problema ainda maior (o desemprego em massa). Com os ''benefícios'' dados pelo PT aos pobres e mais necessitados, acabou-se criando um apoio incondicional, pois na cabeça destes, foram ajudados, pois foram impedidos de enxergar a verdadeira realidade, de que a ajuda verdadeira seria a criação de trabalhos e o incentivo para tal, não bolsa-família (que por sinal, não tenho nada contra, até sou a favor de existir, mas não da forma que hoje é feito).

Após a conquista da parte pobre da população, o PT a usou para mostrar índices ficctícios de que acabara com a pobreza, que era o partido do povo, tudo isso enquanto roubavam um montante absurdo de dinheiro da população, enriqueciam banqueiros e financiavam ditaduras comunistas. Mas além deste problema, usam cada vez mais discursos que manipulam pessoas consideradas por eles como minorias. Com esse rompimento e desunião entre a população, aí estaria a maior facilidade para eles, que seria usar essas pessoas que serviriam de massa de manobra contra as que discordassem dos seus pensamentos e sua teoria marxista, deixando-os tão cegos a ponto de desacreditarem da justiça e louvarem um ex-presidente e atual presidiário que simplesmente extorquiu o país de todas as formas que pôde. O PT fez sim um enorme desserviço para com a sociedade, fazendo estes que os admiram acreditarem na inocência de Luiz Inácio Lula da Silva, além da crença que o sistema de países como Cuba e Venezuela são uma democracia.

Como podemos não nos abismar com uma sociedade que pensa e busca a verdade cada vez menos, que segue ''achismos'' ou simplesmente pensa que é verdade tudo aquilo que a ideologia ou partido que apoiam propaga? Temos uma esquerda no país que se diz tolerante, mas mata e esfaqueia pessoas, uma esquerda que diz apoiar negros, homossexuais e mulheres, mas que quando estes discordam do seu posicionamento, são atacados. Que critérios são esses? Ou a defesa só vale para aqueles que pensam igual?

Um exemplo disso é que tivemos recentemente a deputada mais votada da história do país, Janaina Paschoal (PSL), mas não se viu um pronunciamento sequer de qualquer parte de movimentos em defesa das mulheres, nem uma parabenização . Será que é pelo motivo desta mesma Janaina ter redigido o impeachment da ''presidenta'' Dilma Roussef? Ou então por fazer parte do partido do candidato à presidência Jair Bolsonaro?

Pode ser citado também outro exemplo. Tivemos nessa eleição também o deputado mais votado da história do Rio de Janeiro, um deputado negro por sinal, mas que por afinidade ao presidenciável, carregava em seu nome de campanha ''Hélio Bolsonaro''. Hélio Fernando Barbosa Lopes é negro, foi eleito com recorde de votos, mas também não se vê uma manifestação sequer de movimentos negros para parabenizá-lo. E aí eu pergunto, onde está o critério? Novamente questiono, será que o apoio só vale às pessoas que defendem a mesma bandeira desses movimentos? Tudo indica que sim, pois quando não se defende a mesma bandeira e ideologia, passa despercebido ou muitas vezes são até atacados, caso de Augustin Fernandez, um maquiador homossexual e um dos maiores influenciadores homossexuais da internet, que ao declarar apoio à Jair Bolsonaro teve diversos ataques em sua página no Instagram e foi até oferecido dinheiro para ele declarar apoio a outro candidato (caso contado por ele mesmo).

Concluo este artigo, que para muitos pode até ser uma simples besteira, com algumas indagações. Onde querem chegar com essa desunião propagada na nossa população? Será que não há mesmo envolvimento político por trás de determinados movimentos sociais? Quais são os verdadeiros propagadores do ódio e desunião em nossa sociedade?

Fica a reflexão para quem se dispor a pensar e sair da sua bolha, para avaliar que estamos nos tornando uma sociedade desunida enquanto deveríamos nos unir para um bem comum. Estamos nos tornando uma sociedade cada vez mais intolerante com as opiniões contrárias. A sociedade está entrando em um buraco que talvez depois não tenha mais volta, o buraco da intolerância, em que todas as opiniões diversas são taxadas por fascistas, nazistas, entre outras. Sejamos mais donos de nós mesmos e menos escravos de partidos ou ideologias, busquemos estar em constante aprendizado, conflitar nossas ideias e vivências para que não sigamos o caminho da ignorância e falta de pensamento crítico, não podemos deixar que nenhum partido ou ideologia tire aquilo que existe de mais importante em todos nós, que é o nosso poder de pensar e formar opiniões que achamos adequadas.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)